Brizantha

Tem como principais características resistência às cigarrinhas-das-pastagens, alta produção de forragem, persistência, boa capacidade de rebrota, tolerância ao frio, à seca e ao fogo. Exige solos bem drenados, de média a alta fertilidade onde produz de 8 a 20 toneledas de matéria seca por hectare, por ano. É indicada para bovinos de cria, recria e engorda. Também é bem aceita por bubalinos, ovinos e caprinos. Aceita o pastejo rotacionado, produção de feno e silagem.

Em geral, as fazendas de pecuária caracterizam-se pela baixa produtividade do rebanho, pelas práticas incorretas de estabelecimento/manejo de pastagens. Assim, fez-se necessário o desenvolvimento de uma cultivar de braquiária que fosse resistente às principais pragas que atacam essa cultura e com tolerância ao frio, à seca e ao fogo.

O Brasil é o maior produtor, consumidor e exportador de sementes de plantas forrageiras, contando com cerca de 115 milhões de hectares de pastagens cultivadas, das quais aproximadamente 51,4 milhões de hectares encontram-se estabelecidas com B. brizantha cv. Marandu. A grandeza do número retrata a hegemonia desta cultivar na pecuária brasileira. A tecnologia proporciona maior lotação, ganho de peso, maior produção de leite e menor risco de quebra de produção devido ao ataque de cigarrinha-das-pastagens. Nota-se uma tendência de parte das pastagens degradadas cultivadas há anos com a cultivar Marandu ser recuperada com a mesma gramínea aumentando expressivamente sua capacidade produtiva.

Fertilidade do SoloMédia e Alta
Porte1,50m
Índice de ChuvaAcima de 800mm
ToleranciaPisoteio, secas e cigarrinha
UtilizaçãoPastoreio e fenação
Matérica Seca16 ton/ha/ano